Bolsa Família regra para 2020, saiba como fazer o empréstimo.

O que é o Bolsa Família? 

O Bolsa Família é um programa de transferência direta de renda, criado pela Lei 10.836/04, com o intuito de auxiliar aqueles que vivem abaixo da linha da pobreza em todo o país. Atualmente o programa beneficia mais de 12 milhões de famílias.

Através do Bolsa Família, o Governo busca garantir a essas famílias – em situação de extrema pobreza ou pobreza – um pouco mais de dignidade e diminuir a vulnerabilidade delas buscando, através do programa, garantir o acesso a educação, alimentação e saúde.

Quem pode participar do Bolsa Família? 

Participam do programa as famílias na linha da pobreza e extrema pobreza.

  • Famílias na linha da pobreza: – são aquelas que possuem uma renda mensal entre R$ 89,00 e R$ 178,00, por pessoa, dentro da sua família.
  • Famílias na linha da extrema pobreza: são aquelas cuja renda mensal não ultrapassa o valor de R$ 89,00, por pessoa.

Cabe destacar que as famílias, dentro do quadro da pobreza, serão beneficiárias do programa enquanto possuírem, pelo menos 1 filho na faixa etária de 0 a 17 anos. Já no caso das famílias em situação de extrema pobreza, essa regra não se aplica. O benefício é fornecido independente de sua formação.

 

Como entrar no programa do Bolsa Família? 

Apesar da fama brasileira, por conta da sua burocracia, cadastrar-se no programa do Bolsa Família é bem fácil.

Preenchidos os requisitos anteriores, com relação a renda, a família precisa estar com seus dados atualizados, há menos de 2 anos, no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

Se, por um acaso a família preencher todos os requisitos para ser beneficiária do programa, porém não tiver se cadastrado no Cadastro Único, ela deve procurar a Prefeitura da sua cidade, para realizar a sua inscrição.

Manter os dados atualizados é de extrema importância para a manutenção do benefício e isso não é referente somente aos dados como endereço e telefone,  é fundamental informar sempre que ocorra uma modificação na constituição da família, como por exemplo, um caso de morte ou nascimento, uma separação, uma adoção. Tudo isso deve ser sempre informado para evitar problemas futuros.

Além desses requisitos é fundamental manter o compromisso referente a educação e a saúde dos beneficiários, sendo eles:



  • No caso de existência de gestantes, o comparecimento às consultas de pré-natal, conforme calendário preconizado pelo Ministério da Saúde (MS);
  • Participação em atividades educativas ofertadas pelo MS sobre aleitamento materno e alimentação saudável, no caso de inclusão de nutrizes (mães que amamentam);
  • Manter em dia o cartão de vacinação das crianças de 0 a 7 anos;
  • Acompanhamento da saúde de mulheres na faixa de 14 a 44 anos;
  • Garantir frequência mínima de 85% na escola, para crianças e adolescentes de 6 a 15 anos, e de 75%, para adolescentes de 16 e 17 anos​

Passada a etapa de inscrição e comprovação dos pré-requisitos, deve-se atentar ao fato de que o mesmo não garante o benefício de imediato.

Isso  porque o cadastramento é apenas um pré-requisito, ou seja, através dele que as famílias entram na lista de sorteio para recebimento do Bolsa Família.

O sorteio é feito mensalmente, pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS).

Como receber o benefício?

Quando a família é selecionada, ela recebe o Cartão Bolsa Família, emitido pela Caixa Econômica Federal, através dos correios.

Junto com o cartão, a família irá receber um panfleto explicativo sobre como realizar a ativação desse cartão, bem como registar sua senha e o calendário para saques dos valores do Bolsa Família.

Já com relação ao valor a ser recebido, ela será de acordo com o tipo de benefício no qual se enquadra a família beneficiada.

Como fazer então com o cartão Bolsa Família?

Deu inicio em 2017, o empréstimo Bolsa Família e  tem como objetivo melhorar a vida das pessoas que se encontram cadastradas no Programa, através de um crédito. a ideia e que com o valor adquirindo, elas possam abrir pequenos negócios e melhorar suas vida.

Este empréstimo Bolsa Família é uma oportunidade para os que fazem parte deste auxilio do governo. Como muitas pessoas ainda não sabem, essa opção foi criada com o objetivo maior de melhorar as condições de vida desses brasileiros lutadores guerreiros. Então essa solicitação só pode ser feita por quem pretende e precisa de recurso para abrir o seu próprio negócio.

Eles precisaram também:

  • Ter um fiador para o empréstimo
  • Possuir outra renda além do próprio Benefício do Bolsa Família
  • Está ciente e permitir a visita de representantes legais do programa para avaliação
  • Nao pode ter restrição no nome

Valor do empréstimo do Bolsa

Vai depender muito da renda da família em geral, dependendo da linha de crédito que foi disponível para cada solicitante, é possível conseguir o valor do empréstimo Bolsa Família entre:

  • Valor mínimo: R$ 300.00
  • Valor máximo: R$ 15.000.00

E a retirada desse valor é feita através do seu cartão do Bolsa Família.

 

2 comentários em “Bolsa Família regra para 2020, saiba como fazer o empréstimo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *